terça-feira, 10 de março de 2009

FUTEBOL É ARTE MERMO!!!!

E com exclamação Senhores, domingo estavamos eu , Raimundo Marrom, Tarcisio, e Barbara em casa ensaiando com o GRAVE(a alias o nome de nossa nova empreitada merece um topico mais deixo esta tarefa com o Tarcisio),então cerveja, musica, e a paixão do brasileiro, o tal do futebol, e foi uma energia tão bacana ver Palmeiras e Corinthias(ps: Sou Tricolor) ,com a volta do sr Fenomeno, e Por que o tal ronaldo é tão badalado? sim ele praticamente se encaixa no padrão "quebra facão", candaieiro, cachaceiro, mulherengo, e ate "meio" ivanerista, mais O tal fenomemo é tão fascinate por que tem um diferencial jogando bola, ele "cria" atraves de sua visão do mundo, no caso a sua visão do futebol.
Eu acho, quer dizer acho ñ tenho certeza pois achologia é uma ciencia a ser inventada, tenho a opinião da banalidade de alguns astros, estudiosos de arte, que veem a mesma como um cristal raro e mediunico onde para ser alcançado e tocado vc deve estar no nivel de um extraterrestre!!! Detalhe que este E.T nunca foi visto em parte nenhuma do Universo.Pra mim a arte se expressa na execelencia qdo aquele individuo se sobresai, e faz algo fantastico! Ele o individuo tem tesão pelo que faz e formenta tudo diferenciado, pra mim um pai de familia solteiro que cria seus 3 filhos com um salario minimo é um artista, pra mim um Ronaldo um Romario é um artista em sua vertentes, então o mundo deve ser encarado como um grande picadeiro, e respeitando cada espetaculo, Não é por que eu não acredito em deus que todas a culturas religosas, serão menos distintas, não é porque eu odeio bossa nova, que eu odeio o meu vizinho que só sabe fazer isso, a
Arte é respeitar tanto que qualquer um pode ser artista basta interagir com vc mesmo e ter a sensibilidade de respeitar o palco da vida!!!!


PELO LETRADO IMPORTUGUAVEL

23 comentários:

Tarcísio Hayashi disse...

Mermo.

O lance todo é que qualquer um é artista fazendo qualquer coisa, quando a faz com tesão, bem feita.

Sem essa bichice de que artista é um ser superior, culto, ou qualquer merda dessas.

Eu acho que isso é uma herança de nossa aristocrácia e tem uns cabras por aí que acham isso bonito, grandioso, magnífico...

Pau no cú!

Claudemir "Dark'ney" Santos disse...

Primeiro: artista (qualquer que seja a sua função: ator, músico e por aí vai) é uma profissão como outra qualquer - isto eu já digo há tempos.
Segundo: Arte em grego quer dizer "técnica", assim como Kung Fu quer dizer "habilidade" em alguma tarefa executada.
Terceiro: Aceito futebol como "Arte" dentro do parâmetro (com ou sem acento? Vai saber!) segundo, e nada mais que isso.
Quarto: Só tolero futebol em Copa do Mundo ou por causa de alguma mulher que goste desta joça, mas não trocaria um jogo por uma reunião do quebra facão, como muita gente faz.
Quinto: Pra mim, futebol é o ópio do povo. Pode ser o que for, cultura popular e o caralho a quatro. Chico Buarque pode amar de coração, mas (o futebol) é utilizado para hipnotizar a massa e aliená-la de problemas mais relevantes para suas vidas, é um falso valor algo que sai de nenhum lugar para lugar algum - exceto os jogadores oligofrênicos que ganham milhões para chutar a bola e negar envolvimento com travestis porque ofende a boa moral cristã de nosso país.
Quinto: Se Roma conhecesse o futebol, dispensaria leões e gladiadores. Vai se encantar com bola assim na puta que pariu!
Sexto: Antes era pão e circo, agora é pão e futebol.
Sétimo: Descansei. Sem merda de jogo de futebol, evidentemente.

Tarcísio Hayashi disse...

Que o futebol é o ópio do povo não discordo, mas se encarado como um simples entretenimento, eu não vejo problema algum, não me sinto contribuindo para uma sociedade inferior porque acompanho o futebol.

Acho que jogar isso no futebol é até um certo exageiro. Hoje existem diversos ópios para a sociedade além do futebol. E o futebol ainda pode fazer as crianças interagirem, correrem, pularem, se divertirem. E adultos também. Não que eu vá jogar e tal, mas alguma corridinha atrás de bola de vez em quando deve fazer bem...

A TV de um modo geral, a música de massa, os diversos novos entretenimentos que hipnotizam as pessoas acredito que sejam piores ópios que o futebol.

É a galera que não sabe dosar as coisas... Quando o vício perde o controle, complica tudo.

Tarcísio Hayashi disse...

Só pra fechar: Acho que o futebol pode sim ser arte quando o cara cria, vai contra as probabilidades, faz coisas para iludir o adversário, com um gesto plástico, cômico, sei lá, certos movimentos que parecem coreografias, alguma coisa assim. Na maioria dos esportes eu acho que rola isso.

Ah e eu acho o ser humano competitivo por natureza, e acredito ser muito mais saudável descarregar a competitividade em esportes que em guerras.

Sem mais. Vou dormir.

Claudemir "Dark'ney" Santos disse...

"certos movimentos que parecem coreografias..."
Ai, Marrom!

Tarcísio Hayashi disse...

Bicha mesmo né?
Pior que eu pensei em alguma outra frase, mas não encontrei nada.

Acho que eu to virando bicha mermo.... rs...

Nando Z disse...

Bichu então quase que sabemos o tal caminho da arte, porém tu é chato em neguinho!!!!!rs, e japones dormir sem beber acontece esse tipo de frase na cabeça bebe porra!!!rs

Claudemir "Dark'ney" Santos disse...

Não tenho nada contra futebol, apenas não me interesso - ao menos por mim, não... rsrsrsrsrs. Mas de indagar, eu gosto mesmo! Ai, vale tudo, né?

Tiago Araújo disse...

Outrora já havia discutido com Nando Z sobre essa questão do "futebol arte". Não acredito nisso, e estou muito mais ao lado de Mr. Dark'n'Ney. Acho, sim, uma forma de controle de massa, pois não é preciso voltar muito no tempo para visualizar as falcatruas politicas que foram encobertas pela difusão de uma copa do mundo, de um Campeonato Brasileiro, Libertadores ou qualquer outro desses. Lembram dos Títulos precatórios? Do Frangogate? Mais de 3 semanas acompanhando o casio pela midia até que: pimba na gorduchinha! uma copa do mundo (ou algum campeonato supracitado) e tudo foi esquecido, não houve apresentação de setenças na midia, culpados, ou qualquer outra informação sobre o caso. tanto que o Maluf se candidatou e ninguém nem lembrava que ele era mais do que aliado do Pitta durante a gestão deste. O mesmo aconteceu antes das Olímpiadas de Beijing: o governo chinês fudendo com Tibet, o mundo inteiro portestando e, voilá, a midia salva o mundo dos tibetanos com uma enxurrada violenta e agressiva de informações sobre as olímpiadas. Além do Tibet, tínhamos à época, um ano eleitoral (lembram?) aqui no Brasil e,enquanto a máquina do caixa dois e o poder economico se empenhavam para vencer aquele pleito, boa parte dos cidadãos brasileiros dormiam quando, ou eram forçados a dormir, graças ao ufanismo patriotário e narconalista que, também se corporificou, anos antes, no Pan e na Copa do Mundo.
Vejam, não sou contra as olímpiadas, dessas até gosto, sou contra o modus operandi do futebol dentro da midia de massa. Explico porquê: não vejo nenhum outro esporte em que as pessoas são coibidas a tomar "cuidados" ao sair de casa com a camisa de seu time, quando este joga com algum grande clube adversário. É um tipo alienação, comparável à xenofobia cultural e musical que os punks, e outras tribos extremistas, têm/tinham com quem não fazia parte daquela ideologia.E nesse ponto com o Sr. Hayashi, o problema é o modo como as/algumas pessoas conduzem a porra toda. Entretanto, no caso do futebol, sinto que há um empurrãozinho da midia - principalmente da TV - quando promove aquelas discussões acaloradas naqueles programas de debate sobre futebol, nos quais, muitas vezes, os apresentadorres se agridem verbalmente e ao vivo.
Outra coisa, esse jargão viciado e, aparentemente, pueril "futebol arte", pra mim, é uma forma de tentar elevar, aos olhos dos leigos que se limitam a ser bons entendedores da pelota, o esporte que instiga a violência (vejam os dados estatísticos de faltas cometidas pelo "Animal", Edmundo, ou pelo famigerado Júnior Baiano, que, mesmo não sendo bons exemplos pra ninguém, estavam na TV e nas páginas de grandes jornais, todos as semanas; as estatístcas de depredação de bens públicos em dias de jogos em São Paulo e no Rio; a linguagem utilizada nos anúncios das partidas ["duelo", "briga" pelo título e tantas outras]; além das milhares de ocorrências policiais e hospitalares registradas em dias de jogos, normalmente, geradas por brigas, ou discussões, advindas do futebol; eu mesmo cansei de ver meu pai a beira de um enfarto quando via seu time perdendo e, principalmente, quando alguém ficava chacoteando por isso), mas,alémde instigar a violência, favorece a venda de produtos relacionados ao "futebol arte". Qual o brasileiro que quando criança nunca quis usar desesperadamente a camisa do time do coração (estou falando daqueles que não são fãs inveterados de futebol...)? É claro que a música, o teatro, e tantas outras formas de arte também vendem "camisas", porém se não comprar, você certamente não irá passar pro rol dos excluídos da sua "turminha" na escola, ou no boteco em que costuma assistir as peladas televisonadas.
Além de tudo isso, há o fator sonho-machista-sociedade-decadente:
1 - todo homem que se preze, joga ou entende futebol;
2 - todo pai deve dar para seu filho uam bola de presente, mesmo que ainda esteja em idade lactente e não reconheça, sequer,formas geométricas simples;
3 - futebol vai trazer grana e status para favelados, suburbanos e miseráveis. Duvida? Olha o exemplo do Pelé, do Ronaldinho, do Robinho, e tantos outros "inhos"
(a título de curiosidade, assitam de Walter Salles, "Linha de Passe", que além de mostrar a trajetória [entenda-se "humilhações, privações, sofrimentos e afins" - por favor não me venham com: "é sofrendo que se conquista as coisas"] de um menino de 18 anos que quer entrar para um clube de futebol, também conta a história de sua familia, a partir doponto de vista de sua mãe e de seus três irmãos).
4 - futebol atrai mulher como abelhas são atraídas pelas flores.
5 - o futebol é o maior orgulho nacional, nossos maiores heróis são boleiros (alguém já foi ao museu da Inconfidência em Ouro Preto? Quando for, me diga quanto tempo aguentou sem chorar na sala onde está enterrado o Tiradentes...), e é nisso que o Brasil é realmente bom. (somos o país do futebol, ainda que ele tenha sido inventado,provavelmente na China antiga)
É foda pra caraio, mas é preciso mais cerveja e mais tempo para continuar essa discussão e agora tenho que ir por trampo.
Mas, tenho o dito!
Abraços.

trio saruê disse...

bem

mesmo sem ser o chamado "artista" pelo menos de bola eu entendo um pouco, modestia a parte.
nao vou inumerar os fatores de gostar ou nao de futebol ou olimpiadas, porem, acho q esse não é o GRANDE FATOR da alienação das massas...
a novela, o bbb, a tv, os casamentos, tudo isso cega tbm os seres humanos em geral...
porem se alguem se incomoda com o futebol de quarta ou domingo, os cientistas inventaram um aparelho fenomenal, o chamado CONTROLE REMOTO.
com ele voce pode colocar na globonews ou qualquer outro canal q noticias e ver oq se passa no tibet ou sobre os precatorios q quem bem interessar.
ou desligue a tv e compre um jornal, la alem das noticias esportivas tem materias sobre todos os temas, ai nao temos desculpas por nao chorar por tiradentes!

visitem o museu do futebol e tirem suas conclusoes!

abraços adriano cacoi

Nando Z disse...

Bichu, volto pra indagar que é bom também, como o claudemir definiu bem arte é tecnica de ser fazer algo com habilidade, e é nisto que eu me baseio também e digo sim futebol é arte, cultura pra muitos como é o tenis em alguns paises europeus pois é mais "bunitinho" sem contado, mais é gosto, o que eu ñ acho legal são esteriotipos, eu ñ sou menos ou mais homem por entender de futebol, do mesmo jeito que é "cool" ñ gostar de futebol,estar fora do rebanho nacional. Eu prefiro ter um infarte com o tricolor gritar, e descontar a adrenalina, ou frustações com o futebol, do que descontar no serviço ou com as pessoas que eu gosto, e enquanto a violencia? preconceito? veio isso já tava ai bem antes, o futebol é só mais uma vestimenta para os velhos vicios humanos como quase tudo hoje é. Como também tem coisas lindas Chiquinho Buarque que o diga, e enquanto aos meninos sonharem em ser os ronaldinhos? Aire a primeira pedra quem nunca quis ser aquele "cara" que cresceu ouvindo hein? Com aquele palco abarrotado, girls e rock roll!!! veio que os muleques sonhem mermo e que tenha esses exemplos!!!
Melhor do que querer ser o zé pequeno, ou capitão nascimento saddam Hussem, o dono da boca do lado, que come todas as menininhas elas querendo ou ñ.
O fato é qdo falo que futebol é arte é sobre um fulano que desafia as leis da gravidade faz algo diferente por execelencia, ñ o futebol como um aspecto de sociedade, quem sabe um dia eu posso chegar ser um bom artista com um trabalho bacana, mais nunca serei"politicamente correto" e nem quero!!! bem é isso, e esquece a cerveja, esse papo tem que ser é com pinga!!!!! rs


Ps: Tiago qualquer um que cita Junior Bahiano pra mim é entendeologo do futebol arte hein se liga tu tá inrustido!!!!!!!!!! kkkk

Tiago Araújo disse...

Bom, como eu já esperava, haveria retaliações (só não contava a busca de reforços, né não Nando Z?) e nem por isso, deixo de desclassificar com todas as letras e "hh" que esqueci de usar, o futebol enquanto forma de arte. aliás, não só ele como qualquer esporte, desde o "bunitinho" e aristocrático tênis, até a bocha. E porquê sou tão categórico? porque não vejo "inspiração" no futebol, vejo, sim, treino e técnicas que dái advêm. Só. Desafiar as leis da gravidade? Ícaro se contorce em seu museu de cera!
Claro que não estou elevando a arte a um status quo de intangibilidade cultural, meramente intuitiva - seria idiotice de minha parte afirmar tal blasfêmia, quando eu mesmo pratico o ato de escrever todos os dias - ou intelectual, pois, sinceramente, a essa altura da vida e com as contas, responsabilidades e novas perspectivas que o "casamento" me trouxe (vejam: não há julgamentos maniqueístas em relação a elas, por favor...), já nem me vejo mais como um adepto da cultura rock (leia-se música), drogas (leia-se drogas mesmo) e sexo (leia-se visibilidade e exposição às possibilidades que todos nós sabemos possiveis nesse universo...), e, sinceramente, sinto falta mesmo é da música, não do sonho. Com meu grupo literário é o mesmo: chegamos a um nível de aceitação das dificuldades de se escrever e ser reconhecido enquanto escritor, que decidimos por trabalhar com escrita e não só com literatura, que, sem novidade, permite a um escritor - por mais inicante que ele seja - diversas atividades satélites, nas quais ele poderá usar de suas habilidades linguísticas.
Não acho "cool", ou "cult" não gostar de futebol, ou não fazer parte da "paixão nacional", apenas sou contra a manipulação e a alienação causadas pelo futebol e pelos principais órgãos que o difundem.
Sobre a questão de os meninos sonharem em ser ronaldinhos, acho simplória a visão de que um suburbano deve sonhar em ser boleiro para não ser traficante. As estatísticas forçam-nos a engolir as bagas de manias e ações por estarmos desatentos às artimanhas da linguagem (leiam a reportagem "Lavagem Cerebral, da revista Superinteressante desse mês, março de 2009, pg. 64) e, consequentemente, geram medos e apreensões como as que o Sr. Nando Z apresenta acima. (Ainda sobre estatísticas e manipulação de informações, 1984, de George Orwell, quem leu sabe do que estou falando...).
Além do mais, a História nos deu exemplos de outros que poderiam ser "Fernandinhos Beira-mar" e, no entanto contrariaram essa estatística meia-boca que aqui foi apresentada. Por exemplo o atual pró-reitor da UNICSUL, que passou a infância e a adolesc~encia morando em um porão alugado.
Tinha um tio meu, irmão de minha vó Judite, que morava em porão alugado no Brás, certamente pra quem sempre morou em casa, com lajes, telhas, ventilação e janelas, será difícil imaginar o qual degradante isso é. Às vezes, na minha meninice, quando era obrigado a visitá-lo, pensava se não seria melhor ele a família dele morarem logo na rua, pelo menos o ar, mesmo não sendo limpo, é renovado toda hora....
Sobre o controle remoto, aqui em casa ele é muito bem utilizado obrigado, pois preferimos mil vezes assistir ao Bob Esponja, consultar um site de notícias pela internet, ou assistir ao Jornal da Cultura (ainda assim desconfiando...mas, jamais a Globo News...) do que uma partida de qualquer esporte. Culpa do meu sedentarismo, obviamente não, pois muitos dos defensores do futebol aqui presentes, são tão ou mais sedentários do que eu (e isso não é um ataque ou acusação, é um observação de um amigo que os conhece há tanto que a "memória já virou uma ilha de edição" - SALOMÃO, W.), portanto a única razão plausível para essa defesa "promotória" ferrenha é o fator como o futebol é difundido, apreciado, e trabalhado, e, porquanto envolve, maliciosamente - do mesmo modo que aindústria tabagista - as pessoas, na maioria das vezes, menos preparadas intelectualmente do que vocês que aqui estão a discutir comigo. Aposto que se eu discusse essas questões com os boleiros que foram meus alunos nas aulas de redação, o ano passado no colégio (um deles até foi contratado para jogar na itália, e era o meu melhor aluno do 3º ensino médio) não haveria sequer sombra de diplomacia. Não que eles não tivessem educação - pois não tinha problemas para conduzir minhas aulas -, porém, quando o assunto era futebol... sai debaixo! A opinião era quase unânime e os poucos que se arriscavam a dizer que não gostavam de futebol, ou que não torcia para o time da maioria, eram taxativamente expostos a comentários vexatórios sobre masculinidade e sobre uma suposta inteligência...
Esse é o grande problema: a partir de quando o futebol e suas "regras" começam a inebriar a mente das crianças, a ponto de um adolescente ser morto em um estádio de futebol com pauladas na cabeça (disso vcs também devem lembrar, foi num Palmeiras vs cSão Paulo)?
O futebol pode é, sim, uma manifestação cultural adquirida, bem como o uso de celulares (para quem isso foi bom? para facilitar a comunicação do dia-a-dia? Certamente, mas foi melhor ainda para as empresas de telefonia e de tecnologia... o mesmo vale para as mega corporações que estão por trás do futebol: anunciantes de cerveja, bicheiros, a indústria automobilística etc.); e, enquanto cultura adquirida, não é inata ao homem, deiferente da música que surge como forma de acalanto de recém nascidos em sociedades muito anteriores ao homo sapiens sapiens; e por essas razões, o futebol, tampouco esporte algum, deveria ser considerado forma de arte. A arte, por si só, transforma as pessoas em instâncias tão inimagináveis que só são atingidas pela fruição. E estou falando de conduta, de autoconhecimento, de ascese, e como bem demosntrou Goya em suas gravuras, a necessidade de gritar às dores do mundo e revolta pela existência delas. O futebol, bem como as artes marcias, também trabalha questões de conduta, comportamento, respeito etc, entretanto essa virtudes não vistas na hora do jogo e sim dos treinos, das concentrações etc; na arte não, não é preciso ver o músico compondo a música para receptar a mensagem que ela contém, não preciso ver o pintor em seu ateliê para compreender a magnitude de sua obra, entendem? Essa é a diferença....
E mesmo que "Chiquinho Buarque" seja aficionado por futebol, a minha opinião continuará sendo a mesma, pois o que me interessa nele são sua música e literatura, e jamais a vida apessoal dele. Claro que adoraria tomar um café com ele, falar sobre a obra dele ou, simplesmente, ficar do ladinho esperando ele dizer "Vou foder teu cú agora" e diria, com um sorriso nos lábios "fode".
A questão não utilizar referências ilustres para justificar o gosto (quase obrigatório) pelo futebol - afinal somos todos capazes de pensar por nós mesmo, não? - no Brasil, e sim perceber as nuances que são usadas nas articulações e o modo como nos dizem para gostar dele...
Assistam Linha de Passe, leiam 1984, chorem com as mazelas e antes "não desitir nunca"...

Axé

P.S. Sobre o lance da indústria tabagista, não tenhoa nada contra o cigarro, e sim contra o marketing que se faz dele. Para comprovar minha indignação com tal indústria:

"Desconfia dos que não fumam: esses não têm vida interior, não têm sentimentos. O cigarro é uma maneira disfarçada de suspirar."

Mário Quintana, em Sapato Florido.

É por isso que eu fumo. Pelo menos assim eu tenho a escolha de morrer como eu quiser, que levem sete dias ou trinta anos, essa é minha última vontade.

trio saruê disse...

putz! tiago, gosto de voce e tudo, mas para de escrever tanto, escreva 10 linhas no maximo, seu comentario foi tão chato com um jogo 0 x 0 ou um livro de gregorio de matos.

Claudemir "Dark'ney" Santos disse...

"E mesmo que "Chiquinho Buarque" seja aficionado por futebol, a minha opinião continuará sendo a mesma, pois o que me interessa nele são sua música e literatura, e jamais a vida apessoal dele. Claro que adoraria tomar um café com ele, falar sobre a obra dele ou, simplesmente, ficar do ladinho esperando ele dizer "Vou foder teu cú agora" e diria, com um sorriso nos lábios "fode"."
????????????????
Ai, Marrom!

Claudemir "Dark'ney" Santos disse...

Nando Z, sinto muito, mas devo concordar com Tiago Araújo apesar de toda a aparente loquacidade (será que é isto, meu Deus?) de suar verborrogia ou qualquer merda assim. O fato é que acho competições um pé no saco. 22 caras correndo pra cá e pra lá atrás de uma bola? Pelo amor de Deus! Isto nunca valerá mais do que estar com meus amigos em algum lugar, principalmente se eu tiver alguma informação profissional que possa gerar emprego para algum deles, tá entendendo?
Gostar de algo é uma coisa, agora ser bitolado e entregar minha existência a isto é outra. Legal: cada um escolhe sua droga: fume sua maconha, cheire sua cocaína, faça o que quiser, mas não me encha o saco pelo amor de Deus pai todo poderoso criador do céu e da terra! Q vc ame o futebol, eu posso aceitar perfeitamente, mas não peça que eu dê um valor absurdo pra algo sem valor real que nada causa em minha vida! Neste caso prefiro o controle remoto com toda a certeza! E, meu nêgo, 10 x 0 pro Tiago. Pode até ser demagogia, mas não é barata e muita menos sem nexo. Podem me detestar por esta existência e até na outra: o Tiago escreveu um texto do caralho! Melhor que isto só mais um escândalo do Ronaldinho provando que ele é tão podre quanto qualquer um. Futebol não é nada. Apenas um jogo. Uns amam. Outros, não. Pra mim, é indiferente, oportunista e desvirtuador (será que esta palavra de merda existe?).
O que vcs pensam sobre isto? Não me interessa.
Eu sempre preferi os filmes na tv.
Deus Salve o controle remoto: eu nem preciso levantar do sofá!

(Cacete: vcs odiaram, eu sei, mas o texto do Tiago foi do caralho!)
UASUASUASUASUASUASUASUASUASUASUAS....

Claudemir "Dark'ney" Santos disse...

Gregório de Matos é fantástico! Compreender sua obra já é outra história...
... a literatura também tem suas divisões!

Tiago Araújo disse...

MUITO AGRADECIDO MISTER DARK'N'NEY, DEUS SALVE O CONTROLE REMOTO, O VALOR REAL DAS COISAS REAIS, OS AMIGOS, A MÚSICA DE CHICO BUARQUE (AI, MARROM!), O ENTENDIMENTO DE GREGÓRIO DE MATOS, E O PODER DA IRONIA (AQUELA QUE CERTA FEITA UTILIZEI AQUI NESSE RECÔNDITO DE PENSADORES, E TAL QUAL ESTEVÃO, SENTI AS VINHAS DA IRA...)

ABRAÇOS A TODOS VOCÊS E ATÉ A CANTORIA DE SÁBADO EN LO CAMACHO!

Tiago Araújo disse...

MUITO AGRADECIDO MISTER DARK'N'NEY, DEUS SALVE O CONTROLE REMOTO, O VALOR REAL DAS COISAS REAIS, OS AMIGOS, A MÚSICA DE CHICO BUARQUE (AI, MARROM!), O ENTENDIMENTO DE GREGÓRIO DE MATOS, E O PODER DA IRONIA (AQUELA QUE CERTA FEITA UTILIZEI AQUI NESSE RECÔNDITO DE PENSADORES, E TAL QUAL ESTEVÃO, SENTI AS VINHAS DA IRA...)

ABRAÇOS A TODOS VOCÊS E ATÉ A CANTORIA DE SÁBADO EN LO CAMACHO!

Nando Z disse...

CALMA AI
CALMA AI CALMA AI!!!!!

Nando Z disse...

FALTOU A MINHA PARTE

AI MARROM!!!


OIA E TENHO O DITO


E 20 POSTAGENS CARAMBA!!!!

Claudemir "Dark'ney" Santos disse...

Ok, crianças. Agora, vamos parar com esta putaria, se não vou botar todo mundo pra fora! Afinal, eu sou o dono da bola!
(Desculpem, eu não resisti à piada!)

Quem não ri, eu também tiro, hein? Até Sábado!

trio saruê disse...

devo falar grego ou o povo se faz de burro!

nunca disse q nao entendia gregorio de matos, (devo entender bem mais q muitos aqui) disse apenas que achava "CHATO" é direito meu assim como muitos acham futebol chato.

futebol tem sua importancia, o futebol tem uma importancia social enorme, toda a desorganizão que o futebol tem é a cara do brasil, esse mesmo brasil de chico buarque ou de qualquer outro artista musico ou nao!

o texto do tiago nao mudou minha vida em nada, continuarei achando o futebol uma arte de quarta e domingo

ps: agora acabou quem quiser me excluir esteja a vontade!


abraço a todos adriano cacoi

Claudemir "Dark'ney" Santos disse...

Caro Cacoi, este blog foi criado para debater assuntos colocados por seus autores. Os autores são amigos de longa data, criam composições, peças teatrais e textos literários (muitas vezes em parceria) e dividem convivio social, shows, conversas em bares, vida pessoal e, se preciso, a própria comida - ou seja: possuem grande liberdade para conversarem entre si. Não estamos aqui para mudar a vida de ninguém com nossos textos - e muito menos ofender pessoalmente; queremos, no máximo e talvez, causar reflexões sobre alguns assuntos - boa parte do tempo reflexões dentro do nosso próprio convivio ou em nós mesmos. Você, como leitor e visitante, é bem vindo. Ninguém duvida de sua inteligência - você deve saber mesmo muito mais do que muita gente por aqui - e não há porque apagar seus comentários: afinal, textos e comentários apenas refletem o ser humano que há em cada um de nós, não é verdade? Por isto, seja bem vindo, continue lendo e comentando nosso blog. Utilizando o grande artista que ama o futebol. "você sabe que a casa é sempre sua: venha, sim!"
Abraços e boa semana!